quarta-feira, 4 de novembro de 2009

A RAZÃO DE ESTAMIRA

Por Ederson da Silva dos Reis
Título Original: Estamira
Gênero: Documentário
Duração: 115 min.
Ano: Brasil – 2006
Direção e Roteiro: Marcos Prado
Estamira é o primeiro documentário do fotógrafo Marcos Prado, que venceu, merecidamente, um total de 23 prêmios tanto a nível nacional como internacional.
O mesmo conta a história de uma mulher de 62 anos de idade chamada Estamira que vive no lixão de Gramacho, no Rio de Janeiro. Carregando consigo a dor de um passado tenebroso, sofrendo desde cedo por ter sido estuprada pelo avô e deixada em um bordel no inicio de sua adolescência. Porém, tempos depois de ter saído de lá e ter se casado, Estamira teve de conviver com um marido infiel, que lhe desrespeitava e a violentava, agindo conseqüentemente da mesma forma.
O documentário narra o sofrimento de Estamira que começa a sofrer, constantemente, alucinações por conta das marcas dolorosas da sua história, chegando a considerar-se como a visão de cada um, o abstrato, e ainda acredita piamente saber tudo sobre Deus, o rotulando de o trocadilo, o esperto ao contrário, atribuindo a si o poder de salvaguardar todas as coisas, as afastando deste.
Apesar disto, Estamira é portadora de uma percepção imprescindível, chegando a proferir pensamentos que carregam uma máxima única em seu contexto de vida. Estamira retrata em suas palavras não somente o estado caótico dos catadores de lixo, mas também a insensibilidade das pessoas:
...as vezes é só resto, as vezes vem, também, descuido!
É notório no discorrer do documentário que Marcos Prado tenta mostrar a real situação da vida no lixão de Gramacho, sobretudo, a vida de uma mulher que por conta dos dissabores do seu passado se revolta contra tudo que se relaciona à Deus ou a religião, incorporando à si uma “realidade cósmica” ou ulterior.
Entretanto, a narrativa do documentário é falha no que tange aos propósitos supracitados, pois Marcos Prado se esquece de expor, minuciosamente, os fatores precedentes à loucura e/ou anormalidade de Estamira, se atendo apenas a detalhes acerca das suas alucinações, o que por sinal faz com muita propriedade.
Portanto, o referido documentário é válido apenas a título de conhecimento, desde que se tenha por objetivo a análise e estudo dos fatores sócio-religiosos da sociedade hodierna.

2 comentários:

Aurelio MC Gomes disse...

Desejo a você um feliz natal e um prospero ano novo.
Que neste ano que está chegando, você e sua família sejam grandemente abençoados.

ESTOU SEGUINDO O SEU BLOG.
Conto com você. Seja um seguidor, deixe seu COMENTARIO. Sei que posso contar com seu apoio!
E SE VOCÊ JÁ É UM SEGUIDOR DESCULPE O INCOMODO MUITO OBRIGADO PELO CARINHO

Link: http://aureliomcgomes.blogspot.com/

ESTOU SEGUINDO O SEU BLOG.

Que Deus te abençoe.

Seja bem vindo ao "Blog Eu Sou o Mensageiro!", volte sempre que quiser.
Espero te receber lá mais vezes

Amo ler seus comentários e responde-los

http://aureliomcgomes.blogspot.com/

Fique na paz do Senhor
Será um prazer ler seus comentários,
Faça um Blogueiro mais feliz, COMENTE!

Rogerio Floripa disse...

Baixar o Documentário - Estamira - http://mcaf.ee/tvjf4